Conheça 7 tipos de óleo para fritura

A fritura é um método que exige algum tipo de óleo, muitas vezes em abundância, quando é preciso imergir o alimento. Assim que falamos em fritura ou óleo, surge uma série de preocupações, considerando que o produto pode levar ao ganho de peso e causar danos à saúde. Quando vamos ao mercado, nos deparamos com vários tipos de óleo para fritura nas prateleiras e, apesar de haver bastante informação a respeito do produto, as pessoas ainda têm algumas dúvidas.

Por isso, conheça agora 7 tipos de óleo para fritura e saiba os que são prejudiciais e os que podem ser utilizados sem medo!

1. Óleo de girassol

O óleo de girassol, assim como o de milho, é um óleo vegetal e muito fácil de se encontrar nos supermercados.

Eles realmente são bons óleo, mas não para fazer fritura, pois não são tão resistentes às altas temperaturas, uma vez que, para fritar um alimento, é preciso atingir uma temperatura de, aproximadamente, 180 graus. Nesse processo, esses óleos sofrem oxidação e liberam aldeídos (substâncias ligadas a doenças do coração e ao câncer), tornando-se um grande perigo para a saúde.

2. Óleo de coco

O óleo de coco tem ganhado uma visibilidade muito grande, não apenas na área da culinária, mas também nos setores ligados a tratamentos estéticos, devido a seus benefícios.

Porém, em se tratando de fritura, também não é o mais recomendado, pois quando exposto a altas temperaturas o óleo de coco perde muitas de suas propriedades e acaba se tornando um óleo comum. Além disso, ao utilizá-lo para qualquer fim, é importante que ele seja extravirgem e prensado a frio.

3. Banha

A banha é uma gordura animal. Embora tenhamos aprendido que as gorduras vegetais são mais saudáveis do que as gorduras animais, quando se trata de fritar ou cozinhar, a banha é uma das mais indicadas.

Isso ocorre porque, apesar de não ser considerada saudável, a gordura animal é rica em gorduras monoinsaturadas, suportando melhor as altas temperaturas e sofrendo menos oxidação no processo de fritura.

4. Azeite

O azeite pode ser encontrado em diversas versões, sendo a extravirgem considerada a mais saudável. Mas será o azeite um bom óleo para fritura?

Ele é um dos óleos mais recomendados para fritar e cozinhar alimentos, por ser composto de 76% de gorduras monoinsaturadas.

Embora o azeite seja menos propenso à oxidação, não é necessário utilizar o azeite extravirgem ao fritar, pois os níveis de antioxidantes encontrados nesse tipo de produto não são suficientes para evitar a oxidação resultante do calor.

5. Óleo de canola

O óleo de canola, assim como o azeite, é menos propenso à oxidação. Assim é considerado uma boa opção para ser utilizado em frituras, pois é rico em ácidos graxos saturados e monoinsaturados e, portanto, bem mais estável quando submetido ao calor.

6. Óleo de palma

Também considerado como uma boa opção para se utilizar na cozinha, o óleo de palma é constituído, em sua maior parte, por gorduras saturadas e monoinsaturadas e por pequenas quantidades de gorduras polinsaturadas.

Porém, não é considerado uma alternativa sustentável, pois tem efeitos negativos sobre o meio ambiente, como o desflorestamento de áreas importantes para muitas espécies de animais.

7. Gordura vegetal

A margarina também é rica em gorduras insaturadas, sendo uma boa opção para fritar alimentos.

Contudo, esse produto, antes na forma líquida, passa pelo processo de hidrogenação, para que fique na forma sólida e nisso ocorre a formação de gordura trans, que pode aumentar o nível do colesterol ruim.

8. Óleo de algodão

O óleo de algodão é muito indicado para preparar alimentos em fogo alto, ou seja, para frituras. Isso porque ele mesmo depois de aquecido mantém seus nutrientes, que são muito bons a propósito — vitamina E e ômegas 3 e 6.

O único contra desse tipo de óleo, que faz com que ele não seja tão popular, é o seu sabor forte.

O que você achou do nosso post sobre os tipos de óleo para frituras? Gostou? Então nos siga no Facebook e fique por dentro de outros assuntos como este!

guia-gestao-de-restaurantesPowered by Rock Convert

Comments (8)

    1. Olá óleo de Algodão é o que mantem a maior crocância, você também deve analizar seu tipo de fritadeira, tipo de batata e também a temperatura ideal para fritar. Se for batatas pré-congeladas seguir a orientação do Fabricante no pacote, caso seja fabricação própria recomendamos 175C a 180C graus. Se pudermos ajudar mais não deixe de nos contatar pois temos um time de especialistas em Cozinha. Obrigado por acessar nossos conteúdos e esperamos ter ajudado. Caso queira entrar em contato com nossa equipe para uma consultoria estamos a sua disposição.
      Um abraço
      matias@performpak.com.br

    1. O sabor permanece do mesmo, apenas é um óleo menos nocivo a saúde.

      Obrigado pelo carinho nosso objetivo é oferecer conteúdos e produtos de qualidade. Esperamos que procure o Sebrae e leia nossas dicas. Desejamos a você muito foco e disciplina nesta empreitada.

      Caso queira utilizar nossas embalagens sustentáveis para sua hamburgueria e ou consultoria com nossa equipe especializada entre em contato com nosso time de vendas por WhatsApp 11 95074-7723

      Sucesso e boas vendas!
      Equipe Performpak

  1. O óleo de côco também libera um odor adocicado e muito enjoativo durante a fritura e torna o alimento intragável!!! Tem que ser muito crédulo (e sem paladar) para considerar ISSO como uma opção! Simplesmente horrível!

    1. Olá Maikow, o óleo de côco serve para diversos tipos de frituras ou grelhados como frutos do mar e pescados. Gerando um excelente resultado. Precisamos fica atentos para qual finalidade / tipo de alimento será utilizado cada tipo de óleo.
      Não deixe de continuar seguindo as nossas dicas em https://www.blog.performpak.com.br
      Temos um time de consultores especializados em restaurantes
      11 95074-7723 Matias
      Obrigado

  2. tem alguma maneira de deixar a batata palito crocante sem precisar frita-la 2 vezes? se souberem alguma receita mais pratica eu ficaria feliz. e se tiverem alguma fritadeira com o custo beneficio mais em conta para me indicar eu ficaria muito grata 🙂

    1. As batatas pré-fritas que são as mais comuns encontradas em supermercados não necessitam ser fritas 2x, existem varias tipos de fritadeiras, elétricas e a gás, tudo depende de sua aplicação e o volume de batatas a serem consumidas. Caso você opte por fazer sua batata cortando a mesma manualmente, recomendo a batata tipo Asterix que solta menos água assim fica mais crocante e sequinha. A temperatura do óleo deve estar em 175oC graus e as batatas devem estar congeladas antes de ir para fritadeira, pois o choque térmico que com o óleo na temperatura correta que gera a crocância.
      Normalmente varia entre 15mm a 40mm quanto mais grossa maior retenção de calor e demora um pouco mais para aquecer, só que após aquecida ele funciona que é uma maravilha.

      Não deixe de continuar seguindo as nossas dicas em https://www.blog.performpak.com.br
      Temos um time de consultores especializados em restaurantes
      11 95074-7723 Matias
      Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This