4 dicas para otimizar a cozinha de um restaurante

Quando se pensa em um novo negócio de gastronomia, muitos empresários investem muito tempo avaliando o cardápio, nome e decoração. É claro que esses itens são importantes, mas otimizar a cozinha de um restaurante é o primeiro passo para o sucesso de qualquer empreendimento.

Isso acontece porque o fluxo de atividades de uma cozinha tende a ser extremamente intenso. Nesse sentido, pequenos erros na estrutura do ambiente podem prejudicar seriamente o desempenho do trabalho.

Lembre-se que o tempo é um fator importantíssimo em estabelecimentos gastronômicos, independentemente do tamanho. Por isso, é preciso otimizar ao máximo a cozinha: seja investindo em equipamentos ou mudando a distribuição de objetos.

Pensando nisso, separamos as principais dicas para ter um ambiente otimizado e evitar atrasos e outros imprevistos. Veja!

1. Analise as necessidades de sua cozinha

Geralmente, uma cozinha possui muitos elementos, como refrigeradores, freezers, armários, maquinários, fornos, área para preparo e higienização de alimentos. Enfim, tudo isso deve estar bem distribuído de acordo com as suas necessidades. 

O primeiro passo é fazer um estudo do espaço da cozinha. É essencial enumerar quais são as principais necessidades do ambiente, os maquinários e utensílios mais utilizados e o que pode ser feito para aumentar o espaço vazio do local. 

Além disso, também é importante avaliar o posicionamento do encanamento, dutos de ventilação e tomadas. Se você já possui uma cozinha completa e deseja realizar uma reforma, é interessante conversar com outros profissionais que trabalham no local a fim de perceber quais são seus principais problemas.

2. Planeje bem a distribuição dos elementos

Agora que você já analisou as suas necessidades e os espaços disponíveis, é hora de planejar a distribuição dos objetos, mobiliários e equipamentos. Esses elementos devem estar bem dispostos para que você não perca espaço sem necessidade.

Pense na distribuição de forma que a sua cozinha tenha corredores largos e passagens livres. Tente aproveitar ao máximo espaços de prateleiras e armários embutidos. Tudo isso deve ser pensado de acordo com a rotina dos cozinheiros. 

Por isso, nada de deixar utensílios complementares longes um do outro. Pense exatamente no trabalho dos profissionais e tente pensar uma organização que leve em conta a ordem diária de serviço. Quanto menos o colaborador se movimentar dentro da cozinha, melhor o foco na produtividade minimizando erros.

3. Invista em equipamentos 

Em uma cozinha profissional, é imprescindível investir em equipamentos que vão otimizar o trabalho dos chef’s. Além de economizar tempo, a água, luz e a energia dos funcionários também serão poupadas. 

Enquanto as máquinas fazem seus trabalhos, eles poderão se dedicar a tarefas que garantem o adequado funcionamento do restaurante. Abaixo, veja alguns exemplos de equipamentos que devem estar presentes em uma cozinha:

  • máquina de lavar louças;
  • cortador de frios e legumes;
  • processador de alimentos;
  • moedor de carne;
  • embalagens fáceis de manusear;
  • ralador de queijo automático, entre outros.

4. Considere pedir ajuda de profissionais 

Ao otimizar a sua cozinha, considere contratar profissionais para te auxiliar nessa missão. Eles poderão te fornecer as melhores soluções para otimizar o seu espaço. Se isso não for possível, não se esqueça de rascunhar o projeto, ok? 

Se gostou das nossas dicas para otimizar a cozinha de um restaurante, compartilhe este artigo em suas redes sociais agora mesmo!

decoração-hamburgueriasPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This